Conheça 4 problemas causados pela falta de gestão em uma empresa

Administrar uma empresa não é tarefa fácil. Do plano de negócios ao seu funcionamento integral, um gerenciamento eficiente é imprescindível. Prova disso são os resultados da última pesquisa¹ do Sebrae sobre o sucesso e o fracasso de um empreendimento nos primeiros cinco anos de vida, que apontam a falta de gestão como uma das principais causas de fechamento das empresas.

Segundo o estudo, 34% dos negócios em atividade destacam uma gestão eficiente como fator primordial para a sobrevivência. No entanto, seis em cada dez empresas fecham as portas antes de completar cinco anos justamente pela ausência de um gerenciamento competente e de um planejamento estratégico adequado.

Muitas empresas não valorizam a adoção de técnicas e ferramentas de organização de curto, médio e longo prazos. Devido a isso, podem surgir problemas que vão acabar destruindo o negócio. Hoje, vamos apresentar alguns desses impasses e mostrar como contorná-los para manter sua empresa sustentável.

Quando a falta de gestão vira um problema sério

Dificilmente a falta de gestão vai passar em branco dentro de uma empresa. Até porque, sem ela, é como se o negócio ficasse sem um caminho definido para seguir. A empresa vira um barco à deriva. Onde falta gestão, sobram problemas de planejamento, controle de processos e acompanhamento de resultados. E tudo isso, no fim, certamente causará uma série de danos.

Para você entender melhor o que estamos falando, separamos aqui 4 problemas que a falta de gestão pode causar em uma empresa. Confira:

1 – Aumento dos gastos além do necessário

Para manter o caixa da empresa positivo a conta é simples: gastar menos do que se ganha, certo? No entanto, quando não existe um planejamento estratégico e, com isso, todas as ferramentas de previsibilidade que vêm com ele, como o orçamento, é muito difícil prever gastos ou antever situações que o negócio pode estar sujeito a sofrer.

Sem nenhuma previsão, a empresa não se prepara e nem trabalha para evitar os gastos desnecessários. E eles podem acontecer tanto na linha de produção, com peças e equipamentos, quanto com a equipe, na contratação e demissão.

Se reverter esse problema em uma empresa já estabelecida é difícil, imagine só em uma que está começando! Por isso, é preciso ter todo cuidado com os custos e as despesas. Além do orçamento, é importante fazer o acompanhamento do fluxo de caixa e verificar os resultados periodicamente, por semana ou quinzena. Assim, se algo sair do planejado, fica mais fácil corrigir antes de causar algum prejuízo.

2 – Atraso ou não execução das atividades

Pode parecer uma brincadeira, mas existem empresas que “esquecem” que venderam. Na verdade, a falta de gestão chega a tal ponto que atrapalha até a organização dos pedidos, que não são registrados e, consequentemente, não entram na fila de produção. Com isso, o produto não é feito, deixando o cliente na mão. Isso é péssimo tanto para o caixa da empresa quanto para a sua reputação.

Por esse motivo, é essencial ter uma rotina produtiva organizada, em que a lista de atividades seja feita previamente, de acordo com os pedidos dos clientes. Para isso, é preciso que todas as áreas trabalhem de maneira integrada, assim, quando for registrada uma venda, a produção já fica ciente, bem como o estoque, que faz a liberação de matéria-prima, e a logística, que organiza a entrega.

3 – Falta de perspectiva de crescimento

Se uma empresa não consegue atender seus clientes com excelência e gasta em excesso, com certeza também não é um lugar que tem muita expectativa de crescer, não é mesmo? Por mais que o dono do negócio diga o contrário, não é possível definir e alcançar objetivos e metas sem organizar a casa. Ou seja, sem uma gestão empresarial eficaz, que coloque no papel um planejamento estratégico competente.

É claro que uma ou outra falha pode ocorrer e isso é até natural em qualquer negócio. Porém, o problema está na repetição constante dos pequenos erros, pois eles minam qualquer chance de que planos futuros se concretizem. Ao traçar um esquema do que fazer, deixando a falta de gestão de lado, você praticamente elimina essa reincidência de falhas, dando mais chances para a sua empresa prosperar.

4 – Desmotivação profissional

Responda com sinceridade: você ficaria em um barco afundando? Quando um funcionário se encontra no meio de uma empresa desorganizada e improdutiva, na qual há mais contratempos do que projetos de verdade, certamente sua motivação não será das melhores. Além de fazer suas tarefas por fazer, só para terminar, ele vai arrumar um jeito de sair dali o mais breve possível.

Perder um bom profissional pela falta de gestão é um grande prejuízo. Tirando a parte financeira, ao deixar escapar um colaborador que já conhece o seu negócio, você perde também conhecimento das estratégias internas, do mercado, dos clientes e até credibilidade diante da concorrência. Busque sempre alternativas para manter os funcionários motivados, como ferramentas para facilitar o planejamento e manter a organização do trabalho.

Como resolver a falta de gestão na sua empresa

Não faríamos uma lista de problemas causados pela falta de gestão sem apontar pelo menos uma solução para ajudar você a resolvê-los. O melhor caminho é buscar ferramentas tecnológicas que tragam para a empresa organização e integração associadas ao melhor custo-benefício do mercado, como o ERP Radar Empresarial, o ERP que não é qualquer ERP, da WK Sistemas.

Com ele, é possível integrar de maneira inteligente todas as áreas da empresa, como vendas, finanças, produção, custos, controladoria, RH e qualidade, sendo adaptável às necessidades e à realidade de negócios de todos os portes e segmentos. Para saber mais, acesse nosso site ou entre em contato. Se preferir, deixe um comentário no espaço abaixo para continuarmos essa conversa.

¹ Sebrae