Estoque: o vilão transformado em herói

Estoque_Heroi_WKA redução de custos é um dos objetivos almejados pelas empresas em torno da melhoria de seus processos e aumento de sua lucratividade. E o estoque também entra nesse momento devido para aumentar a organização e produtividade. Não seria exagero afirmar que a redução de custos, fixos e variáveis, é o desejo maior de toda empresa tendo em vista que diminuindo-se gastos, tem-se uma garantia maior de sua permanência e competitividade no mercado.

Especula-se que do custo total de uma empresa, cerca de 30% são atribuídos à gestão de estoques. Um percentual significativo e, portanto, que reflete enormemente no resultado final da organização.

É necessário persistência

O fato é que, na prática, a redução de custos não é tarefa fácil e requer esforço sistemático e contínuo. Portanto, persistência e foco são fundamentais, sendo perfeitamente possível transformar o vilão do estoque em herói da lucratividade.

Para que o “vilão” do estoque seja visto como porta de entrada para as oportunidades de crescimento na empresa é imprescindível estar atento às negociações que contemplam preços, descontos, formas e prazos de pagamento atrativos.

Além disso, o mix de produtos deve ser variado, mas a quantidade não pode ser excessiva a ponto de perder-se em meio a obsolescência e/ou deterioração. Também não deve ser insuficiente, deixando os clientes na mão.

Os produtos devem ser tratados sempre como os atores principais, pois sobre estes são realizadas as operações de entrada, saída, transferência, estorno, baixa e ajuste, isto é, todas as movimentações de estoque da empresa. Estes mesmos produtos demandam identificações únicas e completas, evitando-se informações duvidosas, incompletas ou incoerentes acerca de seu controle.

Assim, o “vilão”, causador de medo, insegurança, sinônimo de problemas e transtornos, se tratado com atenção e cuidado, vai aos poucos, sendo transformado em “herói” ou, em termos práticos, receitas e lucros para a empresa.

Como solucionar as dificuldades do estoque

Com uma série de medidas, sendo a mais acertada a adoção de uma Solução ERP, o estoque que nunca teve uma imagem muito positiva devido a fama obtida com os longos e cansativos processos de contagem de inventário, perdas por obsolescência e/ou deterioração de produtos, altos custos dos locais de armazenamento (estrutura, aluguel, climatização, seguro, etc), entre outros, passa a ser, então, o herói, dependendo da transformação em termos do volume de perdas e ganhos para a empresa.

Uma Solução ERP é capaz de integrar processos de controle e gestão de estoque, principalmente se seus recursos forem explorados amplamente. Neste ponto, o estoque passa, então, a ser visto como uma peça chave, pois é através de sua administração, enxuta e ao mesmo tempo robusta em termos de locais de armazenagem e estocagem, agilidade no atendimento, entre outros fatores, que se torna possível chegar aos índices de faturamento e lucro que a empresa se propõe.

 

gestao-de-estoque-conhecer-para-transformar-face