Código de barras: vantagem competitiva que se transforma em lucratividade

CodigoBarras“Fechado para balanço”. Assim era identificado o comércio varejista que estivesse, literalmente, contando seus produtos em estoque. Realmente, a tarefa não era nada fácil: um por um, os produtos eram contados duas vezes. E por duas pessoas diferentes. Às vezes, três. Não raro, o processo cansativo e altamente suscetível a erros, obviamente, acabava em uma contagem inexata, inconsistente. Mas o código de barras veio para ajudar a vida de muitas pessoas.

A mudança graças ao código de barras

O cenário caótico do estoque e para o varejista mudou, muito em decorrência da criação do código de barras, e de sua ampla utilização pela indústria e, posteriormente, pelo varejo na década de 70, nos Estados Unidos. No Brasil, a novidade chegou, finalmente, no início da década de 80.

Nos dias atuais, podemos dizer que os códigos de barras significam, entre outros adjetivos, conveniência, velocidade, precisão e segurança às empresas, principalmente àquelas que trabalham com grandes volumes de estoque. Em uma definição simples, trata-se de uma automação que facilita o controle e a identificação de produtos.

É fato que, a adoção de códigos de barras impacta positivamente na área de vendas das empresas e, obviamente, chega até a ponta, atingindo o cliente, que se sente satisfeito por ter sido atendido com agilidade. N

As vantagens do código de barras

Não é difícil perceber as inúmeras vantagens que esta representação gráfica de dados numéricos e alfanuméricos é capaz de trazer às empresas.

Agilidade: um código de barras pode ser lido a uma velocidade muito superior se comparado a um operador digitando o mesmo código. A redução do tempo de entrada de informações em todas as situações em que os produtos estejam inseridos como, por exemplo, na entrada na empresa (cadastro), saída (venda), contagem para controle de estoque (inventário), entre tantos outros processos, é impactante.

Exatidão: a probabilidade de existir um erro em um código de barras é infinitamente menor se comparado a um operador cometer erros de digitação.

Facilidade: a utilização de um leitor de código de barras praticamente não requer treinamento. A implantação é imediata e seu uso ocorre de maneira intuitiva. Além disso, a atualização das informações sobre qualquer item do estoque acontece em tempo real uma vez que basta alterá-las no cadastro de produtos. Simples e fácil.

Segurança: códigos de barras aumentam consideravelmente a segurança no processo de captura e identificação das informações de produtos, eliminando os erros tão frequentemente presentes em processos manuais, como em situações envolvendo a digitação por operadores.

Padronização: a adoção de códigos de barras, e respectivas etiquetas, eliminam por completo a falta de padronização, o improviso, a codificação ora escrita à mão, ora impressa por computador, etc. Além disso, códigos de barras propiciam um leiaute claro, fixo, obedecendo um modelo pré-formatado de informações.

Agilidade, exatidão, facilidade, segurança e padronização traduzem-se em uma gestão de estoque mais eficaz que, por sua vez, leva a um melhor desempenho da empresa e, portanto, maior lucratividade.

Benefícios para diversos setores

Uma vez tendo-se códigos de barras para os produtos da empresa é possível, através de sua simples leitura, utilizá-los em diversas áreas além do Estoque, como Comercial e Produção. Sendo assim, torna-se possível realizar com maior agilidade e precisão atividades como liberação de pedidos, emissão de notas fiscais, movimentações no estoque (entradas, saídas, transferências entre locais, estornos de entradas/saídas por devolução, baixas por perdas, ajustes de entradas/saídas), emissão de etiquetas de identificação, apontamentos da produção, entre inúmeras outras.

Códigos de barras podem se transformar, portanto, em uma grande vantagem competitiva, incrementando a capacidade gerencial das áreas de Estoque, Comercial e Produção, o que por sua vez, poderá levar a diminuição de custos com retrabalho, melhoria nos índices de satisfação dos clientes e, consequentemente, aumento da receita.

Este encadeamento de vantagens, onde um benefício acaba entrelaçando-se ou complementando o outro, estimula as empresas – principalmente, as indústrias, o atacado e o varejo – a continuar investindo nesta automação como uma tecnologia que agrega valor aos seus processos de gestão, uma vez que esta ferramenta cumpre seu papel de maneira determinante e muito eficaz.


gestao-de-estoque-conhecer-para-transformar-face