A automatização na indústria de alimentos: a hora é agora!

As novas tecnologias trouxeram inovações para os diversos ramos da economia. Hoje, vamos tratar da automatização na indústria de alimentos, que já vem apresentando resultado positivos no mercado nacional. Em 2019, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia)¹, o setor representou 9,7% do Produto Interno Bruto (PIB) do país ― em 2018, esse percentual foi de 9,6%.

Ao automatizar a produção, busca-se aumentar a quantidade de alimentos produzidos, para que eles possam chegar a mais lugares, de maneira mais rápida e com melhor qualidade. Para ajudar você a entender melhor a importância desse processo, elaboramos um e-book com conteúdo exclusivo. Nele, mostramos o que faz parte da automatização, quais áreas da indústria de alimentos já estão passando por alterações e quais são os principais benefícios dessa transformação.

Para fazer o download gratuito do material, é só clicar na imagem abaixo.

Automatização na indústria de alimentos

O que envolve automatizar a indústria de alimentos

Entendemos o processo da automatização na indústria de alimentos como uma jornada que precisa da participação de toda a empresa para acontecer. Por isso, dividimos o primeiro capítulo em três etapas para facilitar a compreensão: tecnológica, humana e gerencial.

Na tecnológica, falamos da importância da tecnologia como aliada da automatização, especialmente quando usada para realmente agregar valor no processo. Também destacamos algumas inovações que estão ligadas à automatização, como a Internet das Coisas e a computação em nuvem.

Já o ponto principal trabalhado quando entramos no aspecto humano é a ideia da substituição das pessoas por máquinas ― isso não vai acontecer! A orientação-chave é mostrar que a tecnologia traz novas oportunidades e não que ela é uma ameaça. Além disso, indicamos que é sempre bom contar com o apoio dos colaboradores, pois a transição fica mais tranquila e os resultados tendem a ser mais positivos.

Para fechar, destacamos o aspecto gerencial, afinal, com a produção e os colabores nos eixos, a gestão também precisa estar alinhada para não atrapalhar o crescimento da indústria. Então, nesse trecho do e-book indicamos a necessidade do gestor ter um bom software ERP e listamos alguns outros passos que ele pode dar para colaborar com o processo de automatização.

Principais áreas que estão passando por mudanças na indústria de alimentos

No segundo capítulo, mostramos que a automatização na indústria de alimentos, assim como em outras empresas, não é algo linear. Ela não acontece em todos os setores de maneira igual, o que acaba resultando em áreas mais avançadas que outras. Para exemplificar, listamos algumas delas que estão um passo à frente na jornada e quais tecnologias usam para isso.

Você vai encontrar, por exemplo, a área administrativa e o software ERP, que ficou ainda melhor e mais versátil depois da chegada da computação em nuvem. No e-book, temos uma dica incrível para você entender tudo sobre essa união! Também destacamos o setor de controle de qualidade e as soluções que fazem a gestão eletrônica de documentos (GED).

E, claro, não podíamos deixar de falar da área de rastreabilidade e segurança alimentar, que faz toda a diferença diante do mercado. Aqui há inúmeras tecnologias envolvidas, desde os dispositivos inseridos nos produtos até os equipamentos que vão colher e disponibilizar os dados. Como você vai ver em nosso conteúdo, o importante é ter uma solução que esteja integrada a toda gestão da indústria.

Os benefícios da automatização na indústria de alimentos

A automatização da produção traz inúmeros benefícios, que estão ligados tanto à lucratividade quanto à produtividade. Por isso, no terceiro capítulo do e-book, listamos 7 vantagens de utilizar a tecnologia na área de produção de alimentos e explicamos como elas podem ser aproveitadas. Você pode ler cada tópica completo baixando o e-book:

  1. Redução dos custos com estoque;
  2. Facilidade no gerenciamento dos pedidos;
  3. Aproveitamento das fichas técnicas;
  4. Agilidade nos processos de apontamento e acompanhamento;
  5. Produção de relatórios;
  6. Aumento da capacidade produtiva;
  7. Visão estratégica por meio do dados.

As ferramentas usadas na automatização da indústria de alimentos

Para finalizar, no quarto e último capítulo, destacamos mais tecnologias que podem ser usadas na automatização da indústria de alimentos, uma vez que citamos algumas ao longo do e-book. Você vai ver explicações e ter acesso a material extra sobre Business Intelligence (BI) e Big Data, por exemplo.

E também vai conhecer melhor o ERP Radar Empresarial, desenvolvido pela WK Sistemas. Ele foi projetado para gerar segurança e automatizar processos, maximizar resultados e minimizar riscos, tornando-se essencial para quem busca excelência em gestão empresarial.

Não perca mais tempo e faça download gratuito do e-book agora mesmo! Se surgir alguma dúvida, você pode acessar o nosso site ou entrar em contato com a gente. Os nosso especialistas estão sempre à disposição para atendê-lo. Se preferir, deixe um comentário no espaço abaixo para continuarmos essa conversa.

Automatização na indústria de alimentos

1 Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia)