WK Sistemas investe em medidas para proporcionar mais conforto aos colaboradores

Segundo um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), o excesso de ruído é o segundo tipo de poluição que causa mais doenças no mundo. A Norma Regulamentadora 15, prevê tolerância sonora de 85dB para oito horas de trabalho. Uma pesquisa realizada em Londres constatou que 66% dos idosos entrevistados tiveram perda auditiva por conta de exposição constante a ruídos no passado.
 
Estamos sujeitos a todo tipo de poluição sonora: buzinas, sirenes, construções de prédios e trânsito intenso. A exposição constante a este tipo de barulho traz uma série de prejuízos à saúde como insônia, dores de cabeça, estresse e hipertensão arterial. No ambiente de trabalho, o excesso de barulho, além de causar estresse, tira o foco e prejudica a qualidade das atividades.
 
Medidas nas estruturas de prédios são fundamentais para garantir que o barulho fique do lado de fora e o trabalho não seja prejudicado. A WK Sistemas, de Blumenau/SC, desenvolvedora de Soluções ERP e líder na área de sistemas contábeis e fiscais, com mais de 30 anos de atuação, é uma das organizações que decidiu investir em uma série de alterações para proporcionar mais conforto aos colaboradores e melhorar a qualidade e a produtividade no ambiente de trabalho. De acordo com a diretora Maria Ignêz Keske, foram feitas diversas melhorias, incluindo a troca dos carpetes por pisos termo acústicos, melhoria no sistema de iluminação e a colocação de esquadrias em PVC com isolamento térmico e acústico. “Estamos localizados em uma via de trânsito intenso e há um prédio em início de construção bem em frente a nossa empresa. Como em outras situações, nos antecipamos tomando uma atitude proativa e investimos em ações concretas para evitar transtornos futuros que pudessem prejudicar o andamento de nossas atividades”, explica.
 
Sandra Daroci, que trabalha há 25 anos na WK Sistemas, relata que com a colocação das esquadrias em PVC o ambiente ficou mais tranquilo para trabalhar. “O barulho diminuiu consideravelmente. Vejo que os sistemas em PVC são a melhor solução para isolamento acústico”, afirma. O técnico em informática Luciano Lingnau também aprovou as medidas adotadas pela empresa. “Percebi uma grande diferença após a troca das janelas. Agora conseguimos focar melhor no trabalho, conversar mais baixo e diminuir o volume da música na sala. Com tudo isso saímos menos estressados ao fim do dia”, conta.
 
A empresa optou pelas esquadrias oferecidas pela Bellevue, empresa localizada também em Blumenau/SC. “Eu já conhecia a qualidade do trabalho da Bellevue, por isso, não tive dúvidas quando decidi fazer estas mudanças na WK. Um dos diferenciais que me fez optar pela empresa foi o acabamento diferenciado. Investimos nos três andares da empresa, totalizando 30 janelas”, conta Maria Ignêz.


 
  
 
  

PORTAS, JANELAS, PISOS E PAREDES NO COMBATE A RUÍDOS 
A Bellevue que fabrica esquadrias em PVC, possui modelos feitos com um conjunto de perfis em PVC com câmaras múltiplas, borrachas de vedação, vidros duplos e ferragens adequadas para combater os ruídos.
 
O isolamento acústico consiste em criar um obstáculo entre a fonte de ruído e o receptor. O ouvido percebe todos os ruídos da vida cotidiana. Alguns são bem aceitos, mas outros são extremamente incômodos, além de serem perigosos à saúde. Para ter mais qualidade de vida é essencial ficar livre desses ruídos”, destaca o diretor da Bellevue, Luiz Rebellato. De acordo com Rebellato, os níveis de atuação acústica das portas e janelas da empresa são de 30 dB a 40 dB (com variação de +2 ou -2). “Por exemplo: quando utilizadas em uma avenida de grande circulação, é possível ter um ambiente interno com ruídos não muito superiores aos sons de uma fazenda”, explica.
 
A escolha do piso da área do trabalho também deve ser analisada se o desejo é o isolamento acústico. Vinil, madeira e carpete são os mais indicados. Também é possível optar por outros modelos de pisos, mas devem-se aplicar materiais isolantes antes da colocação dos mesmos, que auxiliarão principalmente na diminuição do barulho irradiado para o andar de baixo.