WK Sistemas apoia Outubro Rosa

O movimento popular “OUTUBRO ROSA”, iniciado nos Estados Unidos, é comemorado no mundo todo e visa estimular a participação da população, empresas e entidades na luta contra o câncer de mama, divulgando a importância dos exames para diagnóstico precoce da doença. O nome remete ao laço rosa, símbolo mundial da campanha.

Além das ações práticas em torno da prevenção do câncer de mama, envolvendo palestras e encontros de conscientização em torno do assunto, promoção de exames gratuitos, entre outros, o “OUTUBRO ROSA” é conhecido pela iluminação cor-de-rosa de monumentos, prédios públicos e pontes, como a Torre de Pisa e o Coliseum (Itália), o arco do Triunfo (França) e a Casa Branca (EUA). No Brasil, o movimento já foi marcado pela iluminação do Obelisco do Ibirapuera (São Paulo), Cristo Redentor (Rio de Janeiro), figueira da Praça XV e Lago das Bandeiras na cabeceira da ponta Pedro Ivo (Florianópolis).

A WK Sistemas apoia esta iniciativa acreditando que esta luta interessa a todos, homens e mulheres. “Convidamos as mulheres para virem de rosa, tirarmos uma foto e divulgarmos o movimento. Além das mulheres, convidamos também os homens, porque entendemos que estes exercem um papel fundamental de apoio às mulheres em todo este processo. Acreditamos que o cuidado recíproco entre homens e mulheres é responsável por gerar um resultado ainda mais positivo nas famílias e na sociedade como um todo”, destaca Cláudia Denardi Rutzen, responsável pela área de Gestão de Pessoas da WK Sistemas.


– “Outubro Rosa” na WK Sistemas –

IMPORTÂNCIA DA PREVENÇÃO
A recomendação é que todas as mulheres procurem a Unidade de Saúde pelo menos uma vez por ano para realizarem o exame clínico das mamas que deve ser complementado pela mamografia. A mamografia deve ser feita anualmente ou, pelo menos, a cada dois anos, por todas as mulheres entre 50 e 70 anos de idade, mesmo que não haja indícios da doença. Algumas mulheres, com histórico familiar de câncer (mãe, irmã e filha), devem fazer o exame a partir dos 40 anos. O importante é ter consciência de que, quando a doença é diagnosticada no início, a chance de cura é de 90%.

O que é câncer de mama?
Câncer é o crescimento desordenado das células de um órgão do corpo. Quando estas células doentes entram na circulação sanguínea vão formar novos focos na doença. É o que se chama metástase. No caso da mama, estas células formarão o câncer de mama. Nesse caso a doença geralmente se localiza nos dutos mamários.

Como a mulher pode descobrir a doença?
Através do auto-exame ou pelo exame das mamas por um profissional de saúde. Podem ser encontradas alterações do tipo: caroços, alterações da pele da mama, saída de líquido pelo mamilo ou pequenas ínguas embaixo do braço. Também podem ser encontradas suspeitas através de exames (mamografia ou ultrassonografia).

O que é exame clínico de mamas?
É o exame das mamas realizado por médico ou enfermeiro treinado para esta atividade. Mesmo fazendo o auto-exame, toda mulher precisa realizar o exame clínico das mamas.

O que é mamografia?
É o raio X das mamas que identifica nódulos muito pequenos, até aqueles não percebidos no auto-exame ou no exame clínico de mamas. A mamografia deve ser realizada por todas as mulheres, a partir dos 50 anos de idade. Algumas mulheres têm risco aumentado de desenvolver câncer de mama, principalmente as que já tem casos na família, devem realizar exame clínico das mamas e mamografia todos os anos, a partir dos 40 anos de idade.

Que mulher tem maior risco?
Aquelas cuja mãe, irmã ou filha tiveram câncer de mama antes da menopausa, câncer de mama bilateral ou câncer de ovário em qualquer idade. Mulheres com um parente homem com câncer de mama e aquelas que tiveram diagnóstico de alterações pré-malignas ou mesmo câncer de mama.

O que a mulher pode fazer para se cuidar?
Estas são algumas dicas que podem ajudar na prevenção de várias doenças, inclusive o câncer:

  • Procurar um serviço de saúde regularmente para examinar suas mamas, mesmo que não tenha sintomas;
  • Fazer mamografia pelo menos a cada dois anos a partir dos 50 anos;
  • Ter uma alimentação saudável e equilibrada (frutas, legumes e verduras);
  • Praticar atividades físicas (qualquer atividade que movimente o corpo);
  • Não fumar.

Lembre-se: nem toda alteração é câncer, mas se for, quanto antes diagnosticado e tratado, melhor o resultado e maiores as chances de cura!

Fonte: Rede Feminina de Combate ao Câncer de Blumenau |  www.redefemininaccblu.com.br