WK busca novidades em teste de software direto na fonte e investe em qualificação profissional nos EUA

Empresa retoma capacitação de seus profissionais no exterior com mais frequência ao passo que reestrutura estrategicamente o departamento de qualidade de software.
 
Quando a questão é capacitação de seus profissionais, a WK Sistemas, empresa de Blumenau com mais de 25 anos de mercado, busca sempre os melhores cursos. Não importa onde eles serão realizados, no Brasil ou no exterior. Este ano a empresa já enviou alguns profissionais aos Estados Unidos, entre eles Wilson Keske, da área de Qualidade de Software, e o plano é enviar outros colaboradores entre este semestre e o início de 2010.
 
O Analista de Qualidade passou duas semanas de julho deste ano na cidade de Capitola, na Califórnia. Lá, ele participou de um importante curso na área de teste automatizado, onde era o único brasileiro. O alto investimento profissional em cursos como este é importante para a WK, e a iniciativa está sendo cada vez mais adotada pela empresa.
 
"A área de qualidade de software demanda um planejamento complexo de teste dos aplicativos, e isso geralmente é feito a partir de outro software, que precisa ser amplamente conhecido pelo profissional que o utiliza", explica Werner Keske, diretor executivo da WK Sistemas. "A qualidade do software entregue ao cliente é fundamental. O programa é testado diversas vezes para assegurar que está tudo funcionando como o planejado, antes de chegar ao computador do cliente", completa.
 
Em Capitola, Wilson ampliou seus conhecimentos sobre os recursos da ferramenta Test Complete, já utilizada pela WK em seus testes por demonstrar grande eficiência na verificação de erros. "O Radar GED da WK foi inteiro testado nesta ferramenta durante um mês. Com outra, o teste poderia levar cerca de três meses", explica Wilson.
 
ERGONOMIA
 
A facilidade na utilização dos recursos oferecidos pelo software, bem como a localização das funções é primordial quando se trata de uma ferramenta que será utilizada diariamente e, muitas vezes, o dia todo. "Por isso a ergonomia é outra preocupação da WK e, os testes automatizados também nos ajudam neste quesito", explica Wilson.  "Quanto menos cliques para chegar-se ao local desejado, melhor", completa.