Tecnologia: uma poderosa aliada para melhorar a gestão no setor elétrico

Para levar eletricidade para cada vez mais pessoas e com qualidade, o governo brasileiro delegou à iniciativa privada essa função. Assim, as concessionárias e permissionárias se depararam com essa missão tendo dois desafios: o primeiro, entregar um serviço de qualidade, que é algo que está sob seu domínio, pois trata-se de seu know-how; e o segundo, relacionado aos bastidores, fazer a gestão no setor elétrico, que é incrementada por toda a parte regulatória.

Afinal, as empresas que resolvem ser concessionárias e permissionárias precisam lidar com o fato de que devem atender a uma série de exigências do governo. O desafio de ser rentável e fazer o negócio dar certo passa obrigatoriamente por isso. E por mais que exista um contrato pelo qual a empresa tem uma garantia de operação por um determinado tempo, há grandes riscos de prejuízos, fazendo com que tudo mude a partir de erros na administração das obrigações.

Os contratos estipulam penalidades e possibilidades em que a concessão do serviço pode ser interrompida. Esse é um caso extremo, claro, mas pode acontecer, sem contar as multas e outras sanções que podem ser aplicadas às empresas que operam os serviços do setor elétrico.

E se considerarmos as finanças, o negócio para de ser tão rentável e lucrativo quando surgem multas atrás de multas, outras penalidades, readequações, retrabalho, enfim, qualquer problema que a empresa tenha que enfrentar ao longo do período da concessão. Você já parou para pensar no impacto que essas penalidades causam?

A dificuldade dos processos manuais da gestão no setor elétrico

Por si só, cumprir com as obrigações regulatórias já é complicado, manualmente ou em sistemas pouco intuitivos, então, fica ainda mais difícil. E essa é, infelizmente, a realidade em muitas empresas. Dar conta da contabilidade patrimonial, por exemplo, é complicado, não é mesmo?

Quem trabalha com essa tarefa nessas empresas sabe do que estamos falando. O Manual de Contabilidade do Setor Elétrico é um exemplo. São inúmeras exigências feitas para que você cadastre e registre as movimentações financeiras e de patrimônio da sua operação. E nós sabemos que problemas aqui podem acarretar em consequências de cálculos errados, como o retorno de capital e a cota de depreciação, que, por sua vez, estão ligados aos valores das tarifas dos serviços. Então, mais uma vez, o dano pode ser muito grande.

De olho na complexidade do sistema elétrico, inclusive, elaboramos um e-book que ajuda os profissionais do setor a entenderem como suas empresas podem se preparar para o futuro. No material, apresentamos os desafios e as oportunidades do segmento e explicamos a importância do investimento em tecnologia para manter a competitividade no mercado. Clique na imagem abaixo e faça download gratuitamente:

A tecnologia como aliada das concessionárias e permissionárias do setor elétrico

Diante de todas essas dificuldades, a tecnologia, como dissemos, pode ser uma grande aliada das empresas que atuam no setor elétrico. E existem soluções que facilitam esse trabalho por meio da automatização de processos.

A WK, por exemplo, oferece uma solução sob medida que permite que transmissoras e geradoras de energia elétrica façam o registro de suas operações de cadastro e movimentação de bens e instalações que compõem o patrimônio do serviço concedido de forma integrada.

No sistema, é possível ainda cadastrar as tabelas nas quais devem ser inseridas todas as classificações e atributos que serão vinculados a cada bem patrimonial inserido no sistema. O vínculo dessas tabelas com os bens permite classificar por níveis, que podem receber uma taxa especial de depreciação conforme a determinação da Aneel.

Você pode ainda personalizar relatórios, integrar planilhas para importação e exportação de dados, fazer o fechamento contábil do período no primeiro dia útil do período seguinte e fazer gestão por centro de custos e resultados.

Mas não é somente isso. Nossa solução concentra ainda outras funções importantes para a gestão no setor elétrico, como as partes comercial, administrativa, pessoal, fiscal e técnica. Tudo passa a funcionar em único ritmo, possibilitando um controle maior sobre as informações e o aprimoramento dos processos internos.

Dessa forma, sua empresa consegue diminuir drasticamente a chance de erros causados por processos manuais, tem melhora na gestão orçamentária, facilita o controle contábil e otimiza a administração do patrimônio. E o mais importante em se tratando de processos regulatórios: atende todas as exigências legais e pode ter mais garantias de que está cumprindo com as obrigações da Aneel.

Ficou interessado em todas essas vantagens? Entre em contato com a gente! Estamos à disposição para fazer com que sua empresa alcance sempre os melhores resultados. Afinal, uma geração eficiente exige uma gestão inteligente.