Sua empresa vai entregar o SPED Fiscal no prazo?

Até setembro, aproximadamente 31 mil empresas contribuintes de ICMS e IPI serão obrigadas a entregar a Escrituração Fiscal Digital (EFD). A Receita Federal disponibiliza em seu site uma lista com os nomes de quais empresas estão enquadradas, e em qual perfil, A ou B. Pesquisas mostram que pouquíssimas empresas já se adequaram às novas regras, demonstrando que ainda não compreenderam a importância, muito menos a complexidade desses processos.
 
O prazo já foi prorrogado uma vez, por conta de pendências da própria Receita, e também porque muitas empresas não tinham se adequado ao processo. No entanto, este fato não deve se repetir. Assim, empresas que ainda não se adequaram ao SPED Fiscal tem pouco tempo e terão que tomar ações rápidas para se adequarem às novas regras.
 
Vale lembrar que o SPED Fiscal envolve muito mais do que a introdução ou atualização de uma solução de software. O fato mais relevante para entrega do Sped Fiscal é certificar-se de que as informações que serão transmitidas foram devidamente inseridas no banco de dados da empresa. A falta de informações, ou ainda, informações equivocadas, podem significar acessos às notas fiscais inseridas ao longo do ano para correção ou complementação das informações que não estiverem no formato padrão exigido pelo SPED Fiscal. Justamente por este motivo que as validações das informações não devem ser deixadas para a última hora, uma vez que pode não haver mais tempo hábil e nem mesmo profissionais disponíveis para prestar orientações.
 
O MTFiscal está preparado para contemplar a necessidade legal do SPED Fiscal desde a versão 4.10.0 e vários ajustes já foram realizados no sentido de adequar-se às modificações implementadas pela Receita Federal. Deve-se ficar atento às informações exigidas pelos leiautes disponibilizados pela Receita e seu modo de apresentação. Há casos em que serão necessárias alterações na metodologia da operação. E mais: as empresas terão que entregar os arquivos com os fatos geradores desde janeiro/2009.
 
As empresas que não entregarem o arquivo digital até a data-limite serão penalizadas.
Portanto, não há mais tempo para discussões sobre o assunto.