SPED Contábil e FCONT

Anualmente as empresas tributadas pelo Lucro Real devem obrigatoriamente gerar e entregar para a Receita Federal os arquivos digitais do SPED Contábil e FCONT (Controle Fiscal Contábil de Transição). O SPED Contábil (ECD – Escrituração Contábil Digital) compreende a versão digital dos Livros Diário e Razão, já o FCONT informa a escrituração das contas patrimoniais e de resultado, em partidas dobradas, considerando os métodos e critérios contábeis vigentes em 31.12.2007.

A  chegada da contabilidade internacional ao Brasil, mais precisamente as práticas adotadas pelo modelo contábil IFRS, fez com que as empresas tributadas pelo lucro real fossem obrigadas a efetuarem os ajustes tributários na apuração do lucro real. Esses ajustes são chamados de RTT – Regime Tributário de Transição foram instituídos pela Lei 11.941/09 e surgiram para buscar a neutralidade tributária, ou seja, tornar neutros os lançamentos realizados na contabilidade societária que não são previstos para fins fiscais. É através do FCONT que são registradas essas informações.

FIQUE ATENTO!
O prazo final para entrega do SPED Contábil e FCONT é 29/06/2012.


Visando facilitar a geração destes arquivos, a WK Sistemas unificou os processos de SPED Contábil e FCONT.
A partir da versão 5.14 do ERP Radar Empresarial ambos os arquivos serão gerados através da opção “SPED Contábil”, disponível no menu “Relatórios” do Radar Contábil.

Uma novidade no processo do FCONT é a geração do registro I200 (lançamentos). Todos os lançamentos que estiverem marcados como “Lançamento neutro para efeitos fiscais (IFRS)”, na tela de lançamentos do Radar Contábil, serão gravados neste registro como sendo lançamentos de expurgo (tipo X), ou seja, são os lançamentos contábeis advindos do RTT – Regime Tributário de Transição.