Saiba como implantar boas práticas para gestão da qualidade

Implantar boas práticas para gestão da qualidade na indústria requer muito mais que controle dos processos e rotinas. Quer dizer, tudo é mais que apenas um trabalho de acompanhamento. Exige, na verdade, uma série de decisões, mudanças de atitude, ações em equipe, avaliações constantes, foco no cliente e preocupação com o próprio processo de manufatura. Ou seja, a qualidade está relacionada à forma como a empresa trabalha de uma maneira geral: do estoque até a utilização do produto e a consequente satisfação do cliente.

Então, tudo começa com a definição de políticas para assegurar a exclusividade daquilo que é produzido. Nessa etapa, os fornecedores de matéria-prima devem ser avaliados e as relações devem ser construídas com base nos requisitos pré-determinados. Lembre-se que a qualidade do que a sua indústria produz está muito relacionada à procedência dos materiais utilizados para a manufatura.

Essa é a parte dos cuidados com as entradas e saídas da empresa, não apenas o que entra no estoque, mas também a forma como o produto vai sair de todos os processos. E mais: está relacionada aos valores impressos no período entre o recebimento da matéria-prima até a chegada do produto final no cliente.

Nesse intervalo de tempo, os componentes utilizados fazem toda a diferença. E aqui estamos tratando do maquinário, dos equipamentos que tornam possíveis todos os processos, dos laboratórios, escritórios e demais ambientes da indústria. Tudo precisa ser preparado e equipado para oferecer as melhores condições aos colaboradores para realizarem seus trabalhos com perícia e eficácia, sem improvisos ou atalhos. Da mesma forma, a infraestrutura de fabricação precisa ser constantemente revisada, de modo a garantir produtividade, menos interrupções e falhas na fabricação.

As boas práticas para gestão da qualidade exigem engajamento de toda empresa

A prova de que a gestão da qualidade não é apenas uma tarefa de acompanhamento e de controle é que ela depende de todas as pessoas que atuam na empresa para funcionar. É claro que a gestão propriamente dita estará concentrada na figura dos gestores e líderes, mas os funcionários em geral precisam entender a importância desse princípio e trabalhar para que ele seja respeitado.

Esse esforço, de conscientizar todas as pessoas sobre o quanto que a qualidade representa um diferencial em todos os aspectos, faz parte do trabalho de gestão. Dessa maneira, a capacitação é o melhor caminho. Primeiramente dos líderes, que são importantes influenciadores junto aos demais profissionais, e, em seguida, de todos os que atuam na produção, porque são eles que fazem acontecer. É preciso que venha deles a preocupação de que tudo precisa funcionar da melhor forma.

Sabendo que todos estão em sintonia, daí sim, resta controlar e acompanhar. No entanto, não apenas para garantir que tudo esteja funcionando conforme o planejado, mas principalmente para avaliar a necessidade de melhorias e correções de rumo que eventualmente forem necessárias. Esta é a hora de estruturar um sistema de gestão da qualidade (SGQ), que auxiliará de um jeito único na aplicação de todos os cuidados que estamos expondo aqui.

Contudo, o processo não deve parar na adoção desse sistema. É importante compreender como aliar o discurso à prática na rotina fabril de modo a garantir que todo esse esforço coordenado produza resultados. E para isso, como dissemos, é fundamental estabelecer uma política da qualidade.

Esse acompanhamento precisa acontecer com olhos focados em cada operação individualmente, mas também observando o todo e a integração entre as áreas. Afinal, é no trabalho conjunto, harmonioso, que se conquistam os melhores resultados, evitando desperdícios, gastos acima do necessário, improdutividade e descumprimento dos prazos.

Nesse sentido, um sistema ERP pode fazer toda a diferença, porque ele é desenvolvido para proporcionar ao gestor uma visão ampla sobre a indústria. Dessa maneira, fica mais rápido e eficiente visualizar o cumprimento de todas as ações em busca da qualidade.

Agora, se você quiser entender melhor, de maneira prática e sucinta, como a gestão da qualidade pode promover a eficiência na sua indústria, como ela deve ser planejada e o que ela tem a ver com a certificação ISO 9001, acesse o infográfico que desenvolvemos especialmente para esclarecer todos esses aspectos! Ele irá auxiliar o seu negócio a estruturar um novo momento de eficiência, produtividade, padronização e, por fim, controle nos seus processos.