Radar Comercial preparado para atender empresas optantes pelo Simples Nacional

A versão atual do Radar Comercial está totalmente apta a atender as determinações da Lei Complementar 123 de 2006 que institui o Simples Nacional, que entra em vigor a partir de 1o de Julho deste ano.

 

Segundo o artigo 23 desta Lei, as microempresas e empresas de pequeno porte optantes pelo Simples Nacional não farão jus à apropriação nem transferirão créditos relativos a impostos ou contribuições abrangidos pelo Simples Nacional.

 

Assim, basta que no Radar Empresarial, no cadastro de “Empresa/Filiais”, pasta “Enquadramento”, seja marcada a opção “Optante pelo Simples”. Depois, no cadastro de “Naturezas de Operação”, basta definir as mesmas como não tributadas nos locais específicos, e o sistema se encarregará de não destacar em nota fiscal os impostos abrangidos pelo Simples Nacional.

 

Portanto, para as empresas optantes pelo Simples Nacional que são clientes do módulo Radar Comercial, sem a utilização do MTFiscal na solução, a versão atual do Radar já atende aos requisitos desta lei.

 

Para as empresas que não são optantes pelo Simples Nacional, usuárias do Radar Compras sem o MTFiscal na solução, mas que adquiram produtos de fornecedores optantes pelo Simples Nacional, a versão atual também já atende. Para este caso, basta configurar os cadastros de “Naturezas de Operação” e “Grades Contábeis” do sistema a fim de atender a necessidade da não apropriação dos créditos dos impostos correspondentes.

 

A WK Sistemas e a Microton estão preparando uma versão especial do Radar para Julho a fim de atender as novas formas de apuração dos impostos no módulo MTFiscal. Também serão automatizados os controles no Radar Empresarial, Radar Comercial e Radar Compras, onde desde que seja marcada a opção “Optante pelo Simples” (que passará a se chamar “Optante pelo Simples Nacional”) no cadastro de “Empresa/Filiais”, automaticamente não serão destacados em nota fiscal no Radar Comercial os impostos beneficiados por esta lei. No Radar Compras, a não apropriação dos créditos também será automática, desde que seja marcada a opção “Simples Nacional” no cadastro de “Fornecedores”.