Ordem de produção: automatizar para ser mais eficiente

Organizar as demandas e criar um fluxo eficiente que ligue planejamento e execução é um desafio para as indústrias. Evitar retrabalho, acúmulo desnecessário de estoque e refugos é essencial para encontrarem o equilíbrio. Nós já falamos aqui no blog sobre este assunto quando abordamos os roteiros de fabricação. Agora, vamos dar atenção a outro item que é fundamental nesse processo fabril: a ordem de produção (OP), que é o documento que dá início à fabricação ou montagem de um item, tendo como base as informações das demandas de vendas ou necessidades internas da empresa.

A OP lista a matéria-prima necessária para fabricar o produto, as etapas do processo fabril pelas quais ele precisa passar, a quantidade a ser fabricada, o prazo de entrega e os horários de início e término do trabalho. Trata-se de um procedimento interno que tem o objetivo de organizar e controlar a produção. Ele pode partir da encomenda de um ou mais produtos ou da necessidade de fazer estoque, como é o caso das indústrias que produzem em larga escala para abastecer revendas.

Digamos, então, que uma fábrica de móveis tenha vendido 50 armários e 50 mesas para um cliente que está montando um grande escritório. A partir dessa informação, será gerada uma ordem de produção para a fabricação desses produtos. No documento devem constar todas as informações que mencionamos anteriormente.

No caso da empresa que produz em grande quantidade, a OP vai obedecer o planejamento e a programação traçada previamente, considerando questões como estoque, sazonalidade e estimativa de demanda.

A ordem de produção e o pedido de materiais

Ao listar todos os insumos necessários para fabricar um produto, a ordem de produção aciona o estoque para a realizar a requisição de materiais. Nesse momento, ao olhar a quantidade de peças, podem surgir outras demandas. Se, por exemplo, o número de portas e tampos estiverem abaixo do necessário, serão abertas mais duas ordens de produção, cada uma responsável por dar início à fabricação de uma dessas peças que estão faltando.

Ao mesmo tempo, é conferida também a disponibilidade das peças ou matérias-primas que precisam ser adquiridas, como puxadores, dobradiças, parafusos, trilhos ou mesmo as tábuas utilizadas para produzir tampos, portas e os outros itens que compõem o produto final.

A ordem de serviço, portanto, serve para dar início à produção, mas também para deixar tudo pronto para o responsável pela fabricação conseguir trabalhar da maneira mais eficiente possível, com todos os materiais e equipamentos disponíveis para a realização da atividade.

Automação da ordem de produção e integração

Tendo em vista que a ordem de produção envolve outras áreas da indústria, como financeiro, vendas, compras e estoque, automatizar e integrar todo esse fluxo de informações é uma saída que pode proporcionar eficiência, agilidade e segurança. Nesse sentido, um software ERP surge como grande alternativa.

Essa solução exerce justamente a função de integrar todas as áreas em um único ambiente, unindo os dados e facilitando o acesso a eles. Dessa forma, não é mais necessário consultar outras bases de dados ou realizar algum pedido de informação para tomar uma decisão relacionada ao processo de fabricação.

Com os setores integrados, a ordem de produção pode ser preparada automaticamente. Isso porque a programação de fabricação e os pedidos de vendas são registrados no mesmo lugar. Com isso, já são feitos também os pedidos de materiais ou as solicitações para compra dos itens que estiverem faltando, assim como emissão de nota fiscal, baixa no almoxarifado, entrada no estoque de produtos acabados e todos os outros procedimentos. O processo, portanto, é automatizado — e acompanhado — do início ao fim.

Com um ERP, as empresas conseguem otimizar o uso de matérias-primas, máquinas, ferramentas e, claro, a capacidade de produção. Com as informações sendo compartilhadas de maneira mais rápida, o planejamento e a programação da fabricação ficam mais assertivos. Há também um melhor controle e aproveitamento dos custos envolvidos.

Para auxiliar em tudo isso, a WK Sistemas oferece o ERP Radar Empresarial, uma solução que possibilita a gestão das demandas e dos processos produtivos de forma facilitada, pois integra diversas áreas da indústria e unifica seu fluxo de informações.

Quer conhecer melhor nosso software? Então venha conversar com a gente! Estamos prontos para tirar todas as suas dúvidas e formar uma parceria para alavancar os resultados da sua indústria.