Gestão de estoque: oito dicas infalíveis para mantê-lo organizado

Controlar tudo o que entra e sai da sua indústria, saber qual é o produto mais vendido, o que está encalhado e quais materiais devem ser repostos é essencial para que o seu negócio cresça de maneira sustentável. Para isso, é necessário fazer uma gestão de estoque efetiva, mantendo-o sempre em dia. Assim, além de facilitar as atividades cotidianas, você terá uma visão ampla do que está acontecendo na sua empresa e poderá tomar decisões com mais precisão. Então, para auxiliar a sua rotina de trabalho, elencamos oito dicas para deixar o seu estoque sempre organizado. Confira!

1. Faça inventários periódicos

O primeiro ponto — e o mais fundamental de todos — para uma gestão de estoque eficiente é fazer um inventário e mantê-lo sempre atualizado. Para isso, é necessário saber o que se tem e a quantidade de cada produto. Dessa forma, é possível manter o fluxo de estoque em dia com as entradas e saídas e as datas de cada uma delas. Esse é o tipo de procedimento que ajudará a prevenir erros e dará início a uma política de gestão de estoque, contribuindo para o crescimento da sua indústria.

2. Identifique todos os produtos do seu estoque

Uma boa maneira de identificar os produtos em estoque é criar um código único para cada item ou utilizar o próprio código de barras. Além disso, é importante separar as mercadorias por categoria. Desse modo, o estoque estará sempre organizado e você poderá achar os produtos com mais facilidade.

3. Escolha um modelo de reposição

Existem dois tipos de reposição: contínuo e periódico. No primeiro, os pedidos são feitos no momento em que o estoque atinge o ponto de reposição. Já o segundo é por agendamento e, normalmente, é mais utilizado para materiais mais baratos e que representam uma parcela menor dos lucros da empresa. É necessário avaliar cada um deles para ver qual se enquadra mais com o seu modelo de negócio.

4. Defina a quantidade mínima e máxima de cada produto em estoque

Ter dez itens do mesmo produto é muito ou pouco? E mil? Bom, isso depende da procura, dos fornecedores ou da sazonalidade, pois são diversos os fatores que podem determinar se há mercadorias sobrando ou faltando. Portanto, é importantíssimo calcular a quantidade mínima e máxima de cada produto no estoque. Para isso, considere a velocidade da rotatividade (giro de estoque), o preço pago e a economia de escala em caso de pedidos de quantidades maiores, o prazo de entrega de seu fornecedor e o tempo entre o recebimento da mercadoria e a distribuição para o seu cliente final. Assim, é possível manter um estoque equilibrado, organizado e sem mercadoria parada — afinal, produtos parados por muito tempo significam prejuízo para o negócio, não é verdade?

5. Estabeleça processos

A melhor maneira de evitar falhas é definir processos para ter uma rotina clara. Por exemplo, cada vez que um produto for vendido é necessário que alguém dê baixa imediatamente no estoque para que não haja nenhuma confusão posteriormente. Se essa ação já é extremamente necessária no caso de uma mercadoria, imagine então se pensarmos no dia a dia da indústria de transformação seriada: se sua produção não for controlada, com certeza o estoque será um dos primeiros a sofrer as consequências, você concorda?

Então, estabelecer etapas para cada atividade evita o famoso esquecimento e garante um estoque sempre atualizado que, consequentemente, vai impactar positivamente nas suas tomadas de decisões para fazer a indústria prosperar cada vez mais.

6. Faça uma previsão de demandas

Com um controle rígido das entradas e saídas do seu estoque é possível fazer uma estimativa de demanda de cada produto e, com isso, planejar melhor as suas compras. Assim você não corre riscos de ficar sem produtos ou com itens de mais armazenados. Para fazer essa previsão é necessário levar em conta também as sazonalidades, o tempo de produção e as entregas.

7. Trabalhe com fornecedores de confiança

De nada adianta ter um estoque perfeitamente organizado se o seu fornecedor deixa você na mão quando mais precisa. Portanto, quando for fechar contratos, certifique-se que aquele é o parceiro ideal para o seu negócio e que ele vai cumprir realmente o que prometeu. Afinal, um bom fornecedor pode, inclusive, tirar você do sufoco em situações inesperadas, como um rápido aumento na venda de um produto, por exemplo.

8. Conte com a ajuda de um software de gestão

Para facilitar a sua vida e colocar todas as nossas dicas em prática com mais efetividade, ter um software de gestão de estoque como seu aliado é a melhor opção para garantir ainda mais sucesso para a sua indústria. Isso porque, normalmente, esses sistemas já estão integrados com a área de compras e de vendas, permitindo atualização automática da quantidade de produtos armazenados. A solução ERP Radar Empresarial, da WK Sistemas, é um excelente exemplo disso. Uma das suas funções é justamente a integração entre as áreas, permitindo fazer inventários, orçamentos, cotações, entre outras atividades que otimizam o seu tempo e permitem que você administre o seu empreendimento com mais qualidade — e o melhor: de ponta a ponta.

E então, gostou das nossas dicas? Temos ainda mais uma: o diagnóstico empresarial WK. Com ele, você descobre a situação atual da sua empresa em relação ao controle e à gestão de estoques e, consequentemente, consegue avaliar o nível de eficiência do seu negócio. Faça o seu agora mesmo:

Agora é com você! Compartilhe a sua opinião com a gente e não se esqueça: estamos sempre aqui para ajudá-lo no que for preciso para que o seu negócio cresça cada vez mais e de modo sustentável.