[E-Book] Guia do planejamento orçamentário

Quem é empreendedor sabe que a oferta de ferramentas, estratégias e soluções para manter uma boa gestão e caprichar na saúde financeira do negócio é imensa. Afinal, em um mercado que está cada dia mais competitivo, apenas ocupar-se dos processos burocráticos e garantir o suprimento das demandas não é mais o bastante. É preciso ir além e preparar seu negócio pensando no futuro. Começar pelo planejamento orçamentário pode ser o caminho mais eficiente.

Isso porque, com essa ferramenta, além do empreendedor ser capaz de entender o cenário econômico em que o negócio se encontra e de tomar decisões com mais segurança, ele também consegue prever de forma mais precisa como o mercado vai reagir e se adaptar ao longo dos meses seguintes. Em outras palavras, o planejamento orçamentário descomplica o processo de descobrir quais passos precisam ser dados para desenvolver a empresa nas áreas estratégicas e ajuda a transformar projetos em ações.

Pensando nisso, desenvolvemos um material especial sobre planejamento orçamentário, mostrando como ele é uma ferramenta crucial no universo da gestão. Desenvolvido com a ajuda do professor e sócio da Soma Cursos e Consultoria, Edson Ivan da Costa, que é autoridade no tema, o e-book Guia do planejamento orçamentário faz uma análise cuidadosa de tudo que envolve esse plano, dando suporte para você lidar com os desafios do dia a dia e conquistar sempre excelentes resultados.

O que é e como funciona o planejamento orçamentário

O primeiro capítulo já começa alertando o gestor sobre os riscos do achismo e das previsões baseadas na intuição, mostrando que o planejamento orçamentário se baseia em dados e fatos internos e externos do negócio e que isso serve para embasar as projeções de receitas, custos, despesas e investimentos de um determinado período. Aqui, a dica é que a empresa deve olhar para seus balanços e informações do passado, analisar esses dados junto com outros fatores e, então, fazer as estimativas do quanto deverá vender no período, quais serão seus gastos e, pensando em tudo isso, o que poderá fazer de investimentos.

Com o suporte do conhecimento do professor Edson, o material indica que a melhor forma de fazer esse trabalho é construir peças orçamentárias com base em estruturas existentes de dados, considerando premissas dentro do cenário escolhido e utilizando planos de contas e centros de custos para acompanhamento dos resultados. Assim, é possível controlar os recursos com mais precisão e analisar os desvios quando forem acontecendo em cada nível da gestão.

Em seguida, o guia deixa a esfera teórica para explicar, na prática, como desenvolver um planejamento orçamentário passo a passo e quais os principais fatores que devem ser considerados na hora de colocar tudo no papel. Aqui, entendemos melhor a relação do planejamento orçamentário com o planejamento de vendas, o orçamento de custos, o orçamento de despesas e o orçamento de investimentos.

A importância da tecnologia

No segundo capítulo, o leitor é contextualizado sobre a importância de contar com a tecnologia durante o processo de desenvolvimento do planejamento orçamentário. Afinal, sem o suporte de uma ferramenta eficiente de controladoria, a aplicação do orçamento pode ficar comprometida, visto que fica mais difícil acompanhar se as metas traçadas e os valores estipulados estão sendo cumpridos ou mensurar os resultados com precisão.

Com um exemplo prático, o material discute a importância de se acompanhar fatores como a dedução de vendas, explicando que ela engloba uma série de variáveis difíceis de apurar com exatidão sem uma precisa coleta de dados. Então, se não existir o apoio da tecnologia para fazer essa confirmação, a comparação do orçado com o realizado fica prejudicada. Como consequência, a empresa pode ter problemas com o planejamento de custos e despesas, que dependem essencialmente do faturamento conquistado com o resultado das vendas, por exemplo.

Acompanhando os resultados do planejamento orçamentário

Depois de falar da tecnologia, o material explica que as mudanças de rumo são naturais no decorrer da gestão de qualquer empresa e que, por isso, acompanhar e mensurar os resultados são ações fundamentais, assim como trabalhar o plano orçamentário de maneira flexível. Em hipótese alguma, ele pode ser estático. Afinal, é um dever dos gestores e demais profissionais envolvidos nesse processo verificar os resultados, comparar os números do que foi realizado em relação do que foi previsto e fazer as adequações necessárias.

Para fechar o e-book, o leitor é apresentado ao conceito de cultura do planejamento, que mostra que apesar de toda a automatização possível, ainda são as pessoas que estão no comando dos processos e que, por isso, é importante promover e insistir para que todos façam parte da mudança. Dessa forma, os impactos causados por mudanças de cenário são minimizados, abrindo espaço para o alinhamento das informações da base com as dos gestores e, consequentemente, com as da alta direção, que detém dados estratégicos.

E então, ficou interessado em saber mais sobre como o planejamento orçamentário pode melhorar a geração de resultados e influenciar a tomada de decisão da sua empresa? Então faça o download gratuito do e-book e aproveite o conteúdo. É só clicar na imagem abaixo!

Planejamento orçamentário

E se ficou alguma dúvida ou você quiser continuar trocando ideias sobre o tema, deixe um comentário no espaço abaixo ou entre em contato com a gente! Nossa equipe está à disposição para ampliar o debate.