Dia 25 de Maio – Dia Nacional do Respeito ao Contribuinte

Por Sidcley Silva

Segundo a Lei Federal 12.325 de setembro de 2010, hoje é o Dia Nacional do Respeito ao Contribuinte. Segundo o texto legal, o objetivo desta data é “…mobilizar a sociedade e os poderes públicos para a conscientização e a reflexão sobre a importância do respeito ao contribuinte.

Se por um lado, tal lei foi instituída com o objetivo expresso de conscientização sobre a importância do contribuinte, por outro, nada cita com relação a elevada carga a estes atribuídas, o que nos faz questionar sobre se o respeito mencionado em lei, em algum momento, é observado. Isto porque, segundo estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, o IBPT, entre os 30 países com maior carga tributária do mundo, o Brasil continua proporcionando o pior retorno em prol do bem-estar da sociedade.

Ainda segundo cálculo realizado pelo IBPT, cada cidadão trabalha cinco meses para pagar impostos, ou seja, 145 dias de seu esforço no desempenho de suas atividades são destinados ao governo. Eis aí uma incrível coincidência: o cidadão brasileiro trabalhou até o dia 24 de maio de 2012 para pagar impostos, comemorando então no dia seguinte, o seu dia.

Para se ter uma ideia do montante arrecado no país, segundo o impostômetro, localizado no centro de São Paulo, neste dia tão especial o país já arrecadou mais de 589 bilhões de reais em impostos. Com este dinheiro seria possível, por exemplo, comprar mais de 7 milhões de ambulâncias equipadas, construir mais de 16 milhões de casas populares ou ainda fornecer medicamentos a toda população brasileira por mais de 228 mil meses.

E não é apenas para as pessoas físicas que o impacto é tão grande, em média no Brasil 40% do faturamento das empresas também é destinado aos cofres públicos. Isto com certeza afeta a economia de forma expressiva, pois se este dinheiro não fosse destinado ao governo, seria revertido na própria economia na geração de bens e riquezas, o que não ocorre quando é repassado ao governo, pois sua eficácia na aplicação destes recursos é extremamente baixa.

Cada produto no Brasil possui uma carga tributária diferente e, para que você contribuinte tenha consciência de quanto contribui para a arrecadação nacional, é importante conhecer o quanto está embutido de imposto em tudo que você consome, além do que o governo já fica de seu salário:


Fonte Tabela: IBPT.
*Sidcley Silva é Gestor de Serviços da WK Sistemas.