Bloco K: sua empresa está em dia com essa obrigação?

Há alguns anos, nós já estamos lidando com as mudanças trazidas pelo Bloco K, que trata da escrituração eletrônica do Livro de Registro de Controle da Produção e do Estoque e faz parte do módulo EFD-ICMS/IPI, do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED). Por meio dele, as indústrias, os atacadistas e as empresas equiparadas à indústria devem enviar as informações relacionadas à produção, ao estoque e aos materiais utilizados na fabricação de todos os produtos.

Parte dos empreendimentos já está cumprindo as exigências do Bloco K desde janeiro de 2017, mas ainda há uma grande leva de indústrias que começará a enviar os dados em 2020, 2021 e 2022. Você pode conferir os detalhes no cronograma:

Bloco K

E falando em detalhes, é bom deixar claro que estamos tratando de legislação, o que significa que as empresas que não cumprirem as obrigações podem sofrer penalidades, desde multas pesadas, que podem desequilibrar o controle o financeiro, até o enquadramento judicial por crime de sonegação fiscal. Então, se você está esperando para ver o que acontece, é melhor começar a se organizar agora mesmo para não correr nenhum risco!Bloco K

Os principais passos para se preparar para o Bloco K

Preparar-se para o Bloco K exige uma série de cuidados e ações para que o processo seja o mais prático e ágil possível. Para ajudá-lo, vamos reforçar aqui os principais passos para organizar as informações e enviá-las ao governo. Confira:

1º passo: Cadastro do produto

Bom, se você ainda não tem todos os produtos da sua empresa cadastrados, isso não será um problema somente para o cumprimento do Bloco K, mas também para a gestão do negócio. Por isso, registre todos os produtos com bastante atenção, lembrando que cada item deve estar dentro de uma das 12 classificações de material, de acordo com a tabela padrão do SPED.

2º passo: Cadastro da estrutura do produto

Agora é a hora de cadastrar todos os materiais que são necessários para produzir determinado item. Ou seja, é necessário também informar perdas que ocorrem no meio do processo para que fique o mais próximo possível da realidade.

3º passo: Controle de estoque

É preciso garantir um controle rigoroso de todas as entradas e saídas de materiais e produtos do seu estoque, inclusive daqueles itens que já foram comprados, mas que ficam armazenados com o fornecedor até que você precise. E lembre-se, o controle do estoque não deve ser feito somente para cumprir o Bloco K, mas precisa ser visto como um grande aliado na gestão geral do seu negócio. Assim, o trabalho fica muito mais fácil e você consegue obter mais vantagens.

4º passo: Controle de movimentação

Os apontamentos da produção, requisição e recebimento de materiais, perdas e saídas de sucatas também precisam ser devidamente controlados e documentados. Isso significa que você precisa controlar as perdas e as sobras de materiais que ocorrem durante o processo de fabricação e armazenamento.

5º passo: Controle de ordens de produção

É necessária a apresentação de toda a produção efetuada pela sua indústria. Então, faça um registro rigoroso de todas as ordens de produção. Se mais de uma pessoa é responsável pela expedição das ordens, converse com todos e explique a importância desse processo para o bom andamento das atividades da empresa.

6º passo: Requisição de materiais

Se até agora falamos da importância de registrar tudo, os insumos utilizados na produção dos itens das ordens de fabricação não ficariam de fora, não é mesmo? Por isso, das matérias-primas utilizadas até os componentes, tudo deve ser informado com as respectivas quantidades utilizadas.

7º passo: Remessas para industrialização

A regra é: registre tudo. Aqui no último passo, a orientação é controlar o saldo de materiais recebidos e enviados para a industrialização na hora de informar o fechamento do mês.

Seguindo essas etapas, com certeza você vai conseguir organizar as informações relacionadas à produção, ao estoque e aos materiais utilizados na fabricação de todos os produtos e evitar a correria de última hora. Para saber mais detalhes sobre o Bloco K, você pode acessar o canal exclusivo que fizemos sobre o assunto. É só clicar aqui!

Conte com o auxílio de um sistema de gestão integrada

Depois de tudo o que falamos aqui, você deve estar se perguntando quem poderá ajudá-lo a organizar as informações e a fazer o envio do Bloco K ao governo, certo? A resposta é: um bom sistema de gestão integrada, como o ERP Radar Empresarial, desenvolvido pela WK.

ERP

Com o ERP, você consegue administrar os processos da sua empresa e registrar todas as informações necessárias sem se preocupar com retrabalho, pois uma vez cadastradas, elas ficam guardadas e à sua disposição. Além disso, nosso software possui integração com o SPED, o que garante segurança e agilidade por meio da automatização e geração dos livros contábeis em formato digital.

Desse modo, os dados da sua empresa ficam padronizados, facilitando a identificação de informações e evitando o risco de pagamento de multas por não estarem adequados ou não serem entregues dentro do prazo. Está esperando o que para entrar em contato com a nossa equipe e simplificar os processos do seu negócio a partir de agora? Venha conversar com a gente!