As ondas do SPED e a folha de pagamento eletrônica

Com as ondas do SPED cada vez mais fortes e próximas de todos os segmentos empresariais e tipos de tributação, a contabilidade antiga teve que evoluir. Neste contexto, o profissional contábil deixou de ser um “apurador de impostos” e “emissor de guias de pagamento”, passando a ser um agente cada vez mais presente nas tomadas de decisão da empresa.

Embora algumas empresas já utilizassem a contabilidade como grande parceira, muitas ainda não sabiam da existência do SPED na sua totalidade.

“Com a escrituração digital, as organizações não têm outra opção além de se adequarem à legislação. E as empresas que, além de cumprirem as normas, conseguirem enxergar os benefícios de se trabalhar com informações estruturadas, seguras e confiáveis, que refletem realmente a situação da empresa, saberão usufruir de decisões mais acertadas envolvendo, não somente a área contábil, mas diversas áreas da empresa, como a compra de materiais, a melhoria de algum processo produtivo, e assim por diante”, comenta Christian Andreves Bugmann, Consultor da WK Sistemas.
 
O fato é que ainda estão por vir mais ondas do SPED, amarrando cada vez mais todas as operações da empresa. A “onda” mais recente, talvez, seja a folha de pagamento eletrônica (eSocial), onde as empresas, aos poucos, já estão se preparando para os possíveis impactos – e inúmeras exigências – deste projeto. 

O eSocial, ou folha de pagamento eletrônica, não se restringe ao RH e muito menos é uma responsabilidade exclusiva deste profissional. Todos na empresa são responsáveis pelo projeto, a alta administração e cada um dos colaboradores de maneira individual. O sucesso do projeto depende da qualidade das informações enviadas ao Fisco. Diante da complexidade que as empresas terão que lidar, um software de gestão empresarial integrado será, sem dúvida, um diferencial. Trata-se de um facilitador em todos os sentidos, evitando que sejam cadastradas – e enviadas – informações erradas, duplicadas, incoerentes que, por sua vez, possam gerar penalidades e/ou multas às organizações“, alerta Raquel Corrêa Nunes Mueller, Analista de Negócios da WK Sistemas.

Clique aqui e sabia mais sobre as Soluções WK para o eSocial.