Agora é oficial: eSocial entra em fases a partir de janeiro de 2018

O eSocial entrará em fases divididas em três etapas. O anúncio foi feito pelo comitê gestor dia 29 de novembro, onde foi apresentado o cronograma de implantação. Segundo portal do eSocial, quando totalmente implementado terá informações de 44 milhões de trabalhadores.

O assessor especial para o eSocial, Altemir Linhares de Melo, explicou em coletiva de imprensa que o envio de obrigações pelas empresas em etapas para o eSocial é uma resposta do governo às solicitações realizadas pelas empresas e confederações participantes do projeto com o objetivo de garantir segurança e eficiência para a entrada em operação do programa. No entanto, ele enfatizou que o eSocial está 100% pronto para implantação e que a adoção do faseamento foi uma forma de garantir uma entrada em produção mais amena e facilitar a adaptação das empresas ao projeto.

A primeira etapa com as cinco fases,  é voltada para empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões anuais. O grupo traz quase 14 mil empresas e aproximadamente de 15 milhões de trabalhadores, representando 1/3 do total de trabalhadores do país. Para as demais empresas privadas será realizada também a implantação em cinco fases, incluindo micros e pequenas empresas e MEIs que possuam empregados. Já para os órgãos públicos, o torna-se obrigatório a partir de 2019.

Implicações e multas com o eSocial

Já informamos aqui no blog, sobre o rigor para o cumprimento das multas com o eSocial, confira aqui novamente.  O assessor especial do eSocial garantiu que o foco do programa não é a penalização, mas garantir o ingresso de todo o mundo do trabalho do país no ambiente tecnológico do eSocial e, sobretudo, estimular o ambiente de negócios do país.

Além disso, Linhares destacou a importância do eSocial sobre dois aspectos: “o programa amplia a capacidade de fiscalização do Estado e melhora a formulação de políticas públicas do país, já que o governo contará com uma informação única, consistente e de validade”, enfatizou.

Confira abaixo o cronograma de implantação:

eSocial entrará em fases a partir de janeiro de 2018.

Divulgação Ministério da Fazenda


Etapa 1 – Empresas com faturamento anual superior a R$ 78 milhões

Fase 1: Janeiro/18 – Apenas informações relativas às empresas, ou seja, cadastros do empregador e tabelas

Fase 2: Março/18: Nesta fase, empresas passam a ser obrigadas a enviar informações relativas aos trabalhadores e seus vínculos com as empresas (eventos não periódicos), como admissões, afastamentos e desligamentos

Fase 3: Maio/18: Torna-se obrigatório o envio das folhas de pagamento

Fase 4: Julho/18: Substituição da GFIP (Guia de Informações à Previdência Social) e compensação cruzada

Fase 5: Janeiro/19: Na última fase, deverão ser enviados os dados de segurança e saúde do trabalhador

eSocial entrará em fases a partir de janeiro de 2018.

Divulgação Ministério da Fazenda


Etapa 2 – Demais empresas privadas, incluindo Simples, MEIs e pessoas físicas (que possuam empregados)

Fase 1: Julho/18 – Apenas informações relativas às empresas, ou seja, cadastros do empregador e tabelas

Fase 2: Set/18: Nesta fase, empresas passam a ser obrigadas a enviar informações relativas aos trabalhadores e seus vínculos com as empresas (eventos não periódicos), como admissões, afastamentos e desligamentos

Fase 3: Nov/18: Torna-se obrigatório o envio das folhas de pagamento

Fase 4: Janeiro/19: Substituição da GFIP (Guia de informações à Previdência Social) e compensação cruzada

Fase 5: Janeiro/19: Na última fase, deverão ser enviados os dados de segurança e saúde do trabalhador

Divulgação Ministério da Fazenda


Etapa 3 – Entes Públicos

Fase 1: Janeiro/19 – Apenas informações relativas aos órgãos, ou seja, cadastros dos empregadores e tabelas

Fase 2: Março/19: Nesta fase, entes passam a ser obrigadas a enviar informações relativas aos servidores e seus vínculos com os órgãos (eventos não periódicos) Ex: admissões, afastamentos e desligamentos

Fase 3: Maio/19: Torna-se obrigatório o envio das folhas de pagamento

Fase 4: Julho/19: Substituição da GFIP (guia de informações à Previdência) e compensação cruzada

Fase 5: Julho/19: Na última fase, deverão ser enviados os dados de segurança e saúde do trabalhador

eSocial entrará em fases a partir de janeiro de 2018.

Divulgação Ministério da Fazenda


Sobre o eSocial            

O eSocial será a nova forma de prestação de informações do mundo do trabalho que entrará em vigor no Brasil e integrará a rotina de mais de 18 milhões de empregadores e 44 milhões de trabalhadores. É um projeto conjunto do governo federal que integra  Ministério do Trabalho, Caixa Econômica, Secretaria de Previdência, INSS e Receita Federal.

A iniciativa permitirá que todas as empresas brasileiras possam realizar o cumprimento de suas obrigações fiscais, trabalhistas e previdenciárias de forma unificada e organizada, reduzindo custos, processos e tempo gastos hoje pelas empresas com essas ações.

Fonte: texto elaborado com informações do portal eSocial

Soluções WK

Com as soluções WK, sua empresa fica preparada para todas as demandas do eSocial com a facilidade e segurança que você precisa. Conheça também o formulário disponibilizado pela WK Sistemas para a qualificação cadastral.

BAIXE AQUI O GUIA DO ESOCIAL
Tags: