6 perguntas revelam erros na Gestão de Estoque

Face_ImagemDestacadaErrosA Gestão de Estoque eficaz envolve necessariamente o grande desafio de equilibrar o comportamento do mercado consumidor com o que a sua empresa tem efetivamente em estoque, de forma que não falte produtos, atenda as demandas, satisfaça as necessidades cada vez mais específicas dos clientes e, com isto, sua empresa não tenha o capital investido parado em produtos que acumulam poeira nas prateleiras. Produtos parados em estoque compõem um cenário que, de fato, nenhuma empresa quer ver e, portanto, precisa evitar com determinação.

Por sorte, o conhecimento e a experiência adquiridos ao longo dos anos por profissionais da área podem, atualmente, ser compartilhados, de forma muito fácil. Uma vez que os maiores erros na gestão de estoque são conhecidos torna-se mais fácil reconhecê-los de antemão e medidas preventivas e/ou corretivas, dependendo do caso, podem ser tomadas a fim de evitar que a empresa tenha maiores prejuízos com seu estoque.

Faça os questionamentos a seguir, descubra se você está cometendo erros na Gestão de Estoque e fique ligado nas dicas para obter melhorias nesta área:

1. Você sabe quais 20% de produtos representam 80% das suas vendas?

O Princípio 80/20 ou Lei de Pareto foi criada pelo economista italiano Vilfredo Pareto. A Lei diz que 80% das consequências advêm de 20% das causas. Em outras palavras, exemplificando, 80% da riqueza mundial está nas mãos de 20% das pessoas, 80% da poluição é causada por 20% dos países, 80% dos usuários de computadores utilizam 20% de seus recursos, 80% dos acidentes de trânsito são causados por 20% dos motoristas, 80% das receitas provém de 20% dos clientes, 80% das vendas são realizadas por 20% dos vendedores, e assim por diante. Os percentuais podem variar levemente entre 85/15 ou 75/25, dependo das situações analisadas.

Em se tratando de Gestão de Estoque, é essencial que a empresa saiba quais são os seus 20%, isto é, quais são os 20% de produtos que geram os 80% de movimentações no estoque. Este conhecimento é necessário para direcionar todo tipo de esforço necessário – e, em certas situações, tratamento específico –, seja comercial, de marketing, logística, pessoas. Lembre-se sempre: os produtos responsáveis pelos maiores índices de vendas e lucros da sua empresa merecem atenção especial, sempre!

Se você ainda tem dúvidas de como descobrir a informação relativa aos 80/20, há apenas um caminho a seguir: controlar as informações do seu estoque e fazer a análise das movimentações com disciplina.

2. Você tem ignorado os itens essenciais do seu estoque?

Por várias razões, empresas abarrotam seus estoques com todo tipo de produtos e se esquecem do básico. Um erro clássico e muito frequente. A padaria, que mais parece um mini mercado, se descuida de ter o pão francês na gôndola, sempre quentinho. E o freguês, já na terceira tentativa, sai de mãos vazias e não volta nunca mais. Imagine uma padaria sem pão! A loja de materiais de construção diversificou seu estoque, dispõe agora de eletrodomésticos, mas os tijolos estão sempre em falta. Este item básico, que por estar sempre em falta, gera descontentamento entre os clientes. Muita frustração! E o cliente deixa de comprar o tijolo e também a areia, o cimento e o azulejo. Itens essenciais não podem faltar no estoque. E são “chamarizes” para mais vendas.

3. Você tem armazenado seus produtos adequadamente?

O armazenamento abrange o recebimento, estocagem, pedidos e expedição de produtos e para que seja eficaz deve levar em conta inúmeros aspectos, como espaço físico, manuseio, embalagem, identificação e como serão localizados os produtos. É importante que o espaço fisico destinado ao estoque não seja “a área que sobrou” ou “o canto escuro” da empresa. A forma como são empilhados/embalados influencia nas movimentações físicas do estoque, permitindo que estas sejam mais seguras, tanto para os produtos como para as pessoas. A identificação também é outro detalhe importante. A utilização de padronização, etiquetas e códigos de barras são fundamentais para uma boa gestão de estoque.

Produto em estoque é dinheiro. E ninguém deseja perdê-lo. A armazenagem adequada dos produtos permite que estes mantenham suas características originais conforme prazos de validade. A estocagem/armazenagem eficaz traz ganhos para a empresa e para os clientes. A empresa não perde tempo em localizar seus produtos, evita retrabalhos e os clientes são atendidos com mais agilidade.

4. Você tem feito seus pedidos em cima da hora?

Você quer negociar os melhores prazos, descontos e formas de pagamento com seus fornecedores? Então, não deixe para fazer isto quando o seu estoque está zerado. É importante acompanhar as movimentações do seu estoque com regularidade e planejar as compras a fim de negociar os melhores preços e prazos. Obviamente ficar atento à qualidade dos produtos é também sempre muito importante. Além disso, nunca deixe de pesquisar e comparar opções no mercado, pois as condições podem variar enormemente.

É importante “negociar com o fornecedor” e nunca “ficar nas mãos do fornecedor” durante uma negociação. Para a primeira opção, é imprescindível não estar sendo pressionado pelo prazo de entrega porque você não tem mais o produto em seu estoque. Então, fique ligado: não zere seus produtos para não negociar em cima da hora.

5. Você sabe a sazonalidade de seus produtos?

A sazonalidade de um produto se refere ao período em que a sua demanda tem uma grande variação representando desafios e oportunidades para a empresa. A sazonalidade pode estar relacionada a diferentes situações, como: datas comemorativas (Dia das Mães, Dia dos Namorados, Páscoa); eventos específicos (Olimpíadas); estações do ano (inverno, verão), entre outras. É só lembrar como os sorvetes são tão vendidos no verão e os cobertores no inverno. E não o contrário. Sorvetes e cobertores são, portanto, produtos sazonais e sua demanda está diretamente ligada com a estação do ano.

A sazonalidade dos produtos indica que estes terão maior saída em uma determinada época do ano e, portanto, a empresa, pode antecipar-se planejando um estoque mais robusto para suprir esta demanda. O contrário também é verdadeiro: alguns produtos, dependendo da sazonalidade, ou da época do ano, são pouco procurados pelos clientes e, portanto, acabam ficando parados no estoque da empresa. Para estes, o estoque pode ser realmente mais limitado. Apesar de parecer fácil, produtos sazonais não se referem apenas a sorvetes e cobertores e, mais uma vez acompanhamento e análise minuciosa das movimentações do estoque da empresa se fazem necessários para diagnosticar as sazonalidades de produtos bem mais complexos. Somente assim será possível investir mais assertivamente nestes produtos, tendo-os em estoque de maneira equilibrada.

6. Você tem o estoque integrado às outras áreas da empresa?

O estoque das empresas tem adquirido, cada vez mais, posição estratégica dentro das organizações. E é fato que, nos tempos atuais, tem sido cada vez mais difícil, ou tarefa quase impossível, ter uma Gestão de Estoque eficaz sem a utilização de uma Solução ERP. A comunicação desta área com diversas outras, como Compras e Comercial, e o volume crescente de informações tem elevado o nível de exigências da área de estoque.

Fazer, por exemplo, o controle minucioso de localização física dos materiais (mercadorias, produtos, matérias-primas e almoxarifado) e, além disso, efetuar o rastreamento de produtos e insumos por lotes e prazos de validade torna-se, portanto, tarefa ingrata sem uma Solução ERP integrada.

Uma Solução ERP integrada proporciona inúmeros benefícios que superam qualquer outro controle feito manualmente ou em planilhas. Geração de etiquetas e códigos de barras, consolidação de estoques entre filiais, inventário geral ou por linha de produtos, cálculos e recálculos automáticos de custo médio e de acertos de entradas e saídas de estoque são apenas algumas das possibilidades com uma Solução ERP.

Se você ainda faz a gestão do seu estoque através de planilhas, ou nem isso, está na hora de rever seus conceitos. Você conhecerá um “novo mundo” quando começar a fazer a Gestão de Estoque da sua empresa através de uma Solução ERP integrada. Sua percepção sobre esta área, e todas as outras, mudará completamente. O controle e a visualização das informações lhe trará inúmeras facilidades. De fato, você terá em mãos, um nível diferenciado em termos de gestão empresarial.

Experimente via Web, 100% gratuito, o ERP Radar Empresarial.

gestao-de-estoque-conhecer-para-transformar-face